Acompanhe via: Email Arvoredo via RSS Arvoredo no Youtube Arvoredo no Twitter Arvoredo no Facebook Loja Arvoredo no Facebook

Arvoredo Brasil - Instituto Agroflorestal

Cavalinha

Cavalinha

Nome popular: Cavalinha
Nome científico: Equisetum arvense L.
Família: Equisetáceas
Origem: Europa
Forma de Utilização: chás, tintura mãe e esfoliante leve.

As cavalinhas são plantas perenes e herbáceas, secando no inverno (para a maioria das ou sempre verde (para algumas espécies tropicais, e a espécie temperada Equisetum hyemale). A maioria delas cresce 0,2 – 1,5 m de altura.

Propriedades terapêuticas: Diurético, anti-hipertensivo, mineralizante, antiinfeccioso, antiprostático.

Princípios ativos: Saponinas (equisetoninas), potássio, cálcio, fósforo, manganês, ácido silícico, flavonóides, alcalóides, taninos, fitosteróides, ácidos graxos aconitínico, benzóico, málico, gálico, péctico, vitamina C, resinas, lignanos.

Indicações terapêuticas: Osteoporose, reumatismo, ajuda nos tratamentos para emagrecer, edema pré-menstrual, favorece o metabolismo do cálcio na coagulação sangüínea.

Outros usos: Na Europa, o E. hyemale, variedade do nosso equiseto, é usado para polir prata e estanho. Isso é possível pela alta quantidade de silício que apresenta (a areia tem muito silício). Também o colocam sobre páginas de livros velhos para protegê-los de deterioração e na agricultura biológica a cavalinha macerada, seu pó ou decocção é usada para controle de pragas.

Época de Colheita: setembro a maio


Veja páginas relacionadas:

Funchos e joaninhas
Você sabe Qual a diferença dos nossos chás?
DoDesign-s Design & Marketing